DESCARTE INAPROPRIADO DE MEDICAMENTOS EM UM MUNICÍPIO DO AGRESTE DE PERNAMBUCO: RELATO DE CA

Jobson Josimar Marques Teixeira, Arthur Dayan Santos de Castro, Renata Jéssica Matos Bezerra, Cristiane Gomes Lima, Jean Batista de Sá

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo mostrar os impactos negativos ocasionados pelo descarte inadequado de medicamentos não somente para o meio ambiente como também para a saúde populacional. A partir do volume de medicamentos desprezados irregularmente na zona rural do município de Caruaru no Agreste Pernambucano, os colaboradores da CAF do referido município segregaram os medicamentos por blísteres, caixas, ampolas e frasco-ampolas para extração de suas informações básicas, possibilitando a qualificação/quantificação do que foi possível identificar. Desta forma, permitiu-se fazer comparativos com as classes elencadas na RDC 306/2004, reforçadas na RDC 222/2018, denotando a complexidade do problema que acometeria o meio ambiente

Palavras-chave


Resíduos de Drogas; Estabilidade de Medicamentos; Toxicidade; Meio

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

CompatilharCompartilharCompartilhar


VISITANTES ONLINE

Revista Educação, Meio Ambiente e Saúde © Copyright 2014-2016 - FAF - Website by Fabio Fortes.